Camilo Castelo Branco

“No ano de 1862, Camilo publicou mais seis livros, – entre os quais essas obras-primas que são “Memórias do Cárcere” e “Coração, Cabeça e Estômago”. Estava preso (por adultério), tinha tempo; em geral escrevia dois ou três livros por ano.”

Inês Pedrosa, Revista Ler, Junho 2012, pág. 58

Amor de Perdição

“Os grandes personagens do “Amor de Perdição” são os secundários: o ferrador João da Cruz, herói da lealdade, e a sua filha Mariana, de 24 anos, representando o amor absoluto e a fundo perdido. Um par de personagens inesquecíveis que, em conjunto com a verve e a velocidade do narrador, fazem a singularidade deste romance.”

Inês Pedrosa, Revista Ler, Junho 2012, pág. 58