a oposição

“A oposição absoluta da esquerda comunista e neocomunista à União Europeia baseia-se antes de mais no facto de a integração europeia assentar numa economia de mercado (baseada na liberdade de empresa e na concorrência) e num “mercado único” (baseado na liberdade de circulação dos fatores de produção e de produtos e serviços dentro da União), o que contraria frontalmente os seus objetivos “anticapitalistas” de coletivização e de estatização da economia.
Realmente não se lhes pode pedir que reneguem as suas opções ideológicas…”

Vital Moreira, Causa Nossa, 16 Março 2017